Da Agência Ambiente Energia – A busca da China para reduzir as suas emissões de gases prejudiciais à atmosfera está cada vez mais intensa. De acordo com a Agência Internacional de Energia (AIE), a indústria de energia eólica sofreu um boom nos últimos anos, e o país constrói duas turbinas por hora. O investimento na energia dos ventos desenvolveu no país o maior programa de instalação de turbinas, o dobro do segundo colocado, os EUA. michael-kors-backpack-wallet Somente em 2015, a China instalou mais de 30.000 MW de usinas eólicas.

Apesar da aparente intensificação nos investimentos de energia limpa, o país possui tanta capacidade instalada para a geração de energiapor carvão que suas turbinas eólicas passam 15% do tempo desligadas, pois as usinas a carvão possuem prioridade no acesso à rede elétrica, com isso a China agora tem um claro excesso de oferta. nfl jerseys for dogs size chart 3 Para continuar com investindo em energia eólica, o país vai precisar de fortes decisões políticas, incluindo a construção de mais linhas de transmissão e uma política de encerrar gradativamente as usinas de carvão antigas e ineficiente.

De acordo com a mídia estatal chinesa, o governo planeja impor uma moratória para a construção de novas usinas a carvão até 2018.

Fonte: www.ambienteenergia. monster beats app aux cable com.br